Prefeitura de Itamarati tem prazo de 10 dias para colocar único mamógrafo em funcionamento

Foto: Reprodução/Web

A secretaria de saúde de Itamarati (a 983 km de Manaus), que atualmente está sob gestão do prefeito João Campelo (MDB), tem 10 dias para colocar em funcionamento o aparelho de mamografia. O prazo foi dado pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM), após investigações da Promotoria de Justiça do município. O equipamento é o único da cidade, que possui 7814 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A investigação foi instaurada no último dia 11 de maio, por iniciativa do Promotor de Justiça Caio Lúcio Fenelon Assis Barros, que destacou, no texto do documento, que a saúde é “direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário”.

“Importante registrar o mamógrafo é um aparelho extremamente importante no rastreamento do câncer de mama, doença que representa uma das maiores ameaças à saúde da mulher”, disse o Promotor de Justiça.

O MPAM enviou ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Itamarati, para que, no prazo de 10 dez dias, seja informado se o aparelho já está em funcionamento. Caso não esteja, a Secretaria de Saúde deverá explicar o motivo e quais providências foram tomadas para regularizar o funcionamento.

(*) Com informações do Ministério Público do Amazonas (MPAM)