Prefeitura de Maués vai gastar R$ 4,1 milhões em construção de escola, mas não justifica gastos

O prefeito de Maués (município distante a 270 quilômetros de Manaus), Carlos Roberto de Oliveira Júnior (Pros), mais conhecido por ‘Júnior Leite’ – investigado por várias irregularidades na administração pública – vai gastar R$ 4,1 milhões, para construir uma escola no município. A informação foi publicada no Diário Oficial da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), na edição dessa terça-feira (30). O Radar tentou saber o que justifica o preço milionário para a construção do estabelecimento de ensino, mas a prefeitura não quis dar qualquer explicação.

O extrato do termo de contrato n° 003/2019, traz apenas as informações de que a escola terá 12 salas e será construída no bairro Senador José Esteves. Além disso, as únicas especificações sobre a escola no termo de contrato e que ela tem “o projeto padrão – FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação)”, mas não há qualquer explicação sobre quais as características desse “padrão FNDE”.

A empresa contratada pela prefeitura de Maués para fazer a execução das obras é a MRP Excelso Serviços e Construções Ltda de CNPJ 08.693.068.0001-05, com sede na zona Oeste de Manaus. Segundo o site da Receita Federal, a empresa tem dois donos, Francisco Ribeiro Rocha e Gilson de Oliveira Passos Junior e dispõe de um capital social de R$ 2,6 milhões.

De acordo com o documento, a licitação ocorreu por meio de concorrência pública Nº 002/2019 e o contrato de homologação tem duração de 12 meses contados desde o último dia quatro de abril.

O Radar entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Maués para buscar mais informações e saber a justificativas para a construção ter um valor milionário. O Radar também solicitou o Projeto Básico para construção da escola e o padrão da unidade, mas não foi enviada resposta para qualquer um dos questionamentos.

Confira extrato na íntegra