Prefeito de Nova Olinda vai pagar R$ 1,4 milhão para três empresas fazerem festas no município

A prefeitura de Nova Olinda do Norte (a 135 km de Manaus), administrada pelo prefeito “festeiro” Adenilson Lima Reis, pretende gastar mais de R$ 1,4 milhão com três empresas apenas para o “fornecimento de materiais para estruturação de eventos no município”, frase floreada pra não dizer que vão tirar essa cifra milionária dos cofres públicos pra fazer festa mesmo. A informação foi publicada no Diário Oficial da Associação Amazonense dos Municípios (AAM), nesta quinta-feira (23).

Conforme o extrato da Ata de Registro de Preços, os serviços contratados são de sonorização, iluminação, palco, camarote, projetores de imagens, gerador de energia móvel, banheiros químicos, além de tendas, piso, painel de led, rádio comunicador e gradil de isolamento.

Ainda de acordo com a publicação, o documento foi assinado pela titular da Secretaria Municipal de Administração de Nova Olinda, Maria do Socorro Ferreira Belém, e a validade será de 12 meses.

Empresas

Fazendo lembrar aquela “cruzeta” muitas vezes identificada pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), de fragmentar uma licitação e o valor do contrato para não chamar a atenção dos órgãos de controle das administrações públicas e, logicamente da imprensa também, a prefeitura de Adenilson Reis contratou três empresas diferentes. Inscrita no CNPJ nº 15.539.201/0001-39, a empresa Mayk Ronny Rodrigues Barbosa, que tem como nome fantasia “Inove Produções e Eventos”, vai receber o valor total de R$ 315.499,95. Consultada no site da Receita Federal, a empresa possui como principal atividade econômica filmagem de festas e eventos, além de apresentar capital social de R$ 150 mil, no entanto, não informa os nomes dos seus sócios.

Já a empresa Amazonida Produções e Eventos Eireli, inscrita no CNPJ nº 06.156.838/0001-55 tem como atividade principal serviços de organização de feiras, congressos, exposições e festas, vai receber o valor de R$ 321.800,00 para o serviço. De acordo com a Receita Federal, esta empresa possui capital social R$ 100 mil e seu proprietário é Mardson de Aguiar Mendonça.

Por fim, tendo como principal atividade econômica o serviço de produção musical e inscrita no CNPJ nº 10.461.866/0001-53, a empresa Alpha Produções e Eventos receberá o maior valor: R$ 802.990,00. Além disso, o estabelecimento possui capital social de R$ 10 mil e seus donos são Martonio Stein Ferreira e Patrícia Luciana Penner de Freitas.

Todas as três empresas têm localidades diferentes, sendo a primeira com sede em Nova Olinda, a segunda em Manaus e a terceira no município de Domingos Martins, no Espírito Santo. Somados, os valores totalizam R$ 1.440.289,00 que serão retirados dos cofres públicos.

Outros gastos

Em 2018, após denúncia do Radar, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) suspendeu o segundo contrato feito pelo prefeito de Nova Olinda para contratação da cantora Joelma, por R$ 126 mil. O primeiro contrato com a artista, no valor de R$ 140 mil, também já havia sido suspenso no mês anterior.

Confira documento na íntegra