Prefeitura lança processo seletivo para atuação em abrigos de venezuelanos

Fotos: Arquivo / Semcom

Com salários que variam de R$ 1.250,00 a R$ 3.300,00, a Prefeitura de Manaus lançou o Processo de Credenciamento para a contratação de profissionais para atuação em abrigos de venezuelanos. No total, são 11 vagas para Coordenador, Assistente Social, Psicólogo (a), Antropólogo (a), Tradutor (a) Nível Médio com fluência em espanhol e Auxiliar Administrativo. O edital foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) nessa quinta-feira (16).

A seleção de prestadores de serviço será por meio da análise e pontuação do Currículo Profissional. Não haverá pagamento de taxa de inscrição e o candidato não poderá se inscrever em mais de uma vaga. O edital declara que a prestação do serviço não gerará qualquer vínculo empregatício e será pelo prazo de seis meses, com carga horária de 44 horas semanais.

São impedidos de participar do processo qualquer candidato que não esteja apto a emitir Nota Fiscal de Serviço; que tenha qualquer grau de parentesco em linha reta, colateral ou por afinidade, até o segundo grau, com servidor da entidade da administração pública municipal na qual será celebrado o contrato de prestação de serviço ou que tenha sido condenado, por decisão transitada em julgado, por ato de improbidade administrativa em qualquer esfera.

O processo de seleção acontecerá em duas etapas, sendo uma análise documental e a outra, entrevista. Os tradutores deverão realizar entrevista em espanhol a fim de comprovar fluência no idioma. O prazo para a entrega dos documentos segue até o dia 21 de agosto. A análise acontece entre os dias 22 e 27 deste mês e a entrevista com os selecionados, entre os dias 28 e 31 de agosto.

O edital completo pode ser conferido no endereço eletrônico http://dom.manaus.am.gov.br/, edição 4.421.

Como se inscrever

Para efetuar a inscrição os candidatos deverão apresentar as documentações solicitadas na sede da Semmasdh, localizada na Avenida Ayrão, esquina com a Ferreira Pena, s/nº, CEP 69025-005, em envelope endereçado ao secretário Danízio Elias Souza, contendo:

– Cópia da Carteira de Identidade;

– Cópia do CPF;

– Cópia do Comprovante de Residência;

– Cópia do Título de Eleitor e comprovante da última votação;

– Cópia do Certificado de Reservista para os homens;

– Cópia do Certificado de Conclusão de Nível Superior, acompanhado do respectivo histórico escolar, emitido por instituição devidamente reconhecida pelo MEC;

– Cópia de certificado de conclusão de Nível Médio, emitido por instituição devidamente reconhecida pelo MEC para os candidatos a tradutor e auxiliar administrativo;

– Cópias de Certificados aptos a comprovar as qualificações exigidas;

– Comprovantes de experiências anteriores, inclusive no trabalho voltado a migrantes e refugiados, bem como unidades de acolhimento – a fim de comprovar as qualificações exigidas;

– Os documentos comprobatórios de cursos realizados no exterior somente serão considerados quando forem compatíveis com o exercício e atividades correspondentes ao cargo pleiteado, e mediante a sua tradução para a língua portuguesa por tradutor juramentado e devida revalidação por universidade oficiais credenciados pelo Ministério da Educação – MEC;

– Comprovantes de Títulos de Especialização, Mestrado, Doutorado ou Pós-Doutorado;

– Outros Certificados que estejam em consonância com a área de atuação constante no Edital;

– Ser devidamente registrado em seu Conselho de Classe, quando houver.