Prefeitura seleciona universitários de Pedagogia para atuar na Educação Inclusiva

O total de 412 estudantes de Pedagogia, cursando a partir do 3º período, serão contratados pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), para atuarem em turmas regulares com a Educação Inclusiva. A proposta pretende garantir a inclusão das pessoas com deficiência no contexto social e educacional, em conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBN 9394/96), que garante o acesso à educação a todos, independente de características individuais.

Os estagiários atenderão os alunos portadores de deficiência de turmas regulares. Com isso, a Prefeitura de Manaus pretende qualificar ainda mais o atendimento realizado a crianças e adolescente com deficiência da rede pública municipal de ensino.

“Temos a obrigação de reforçar todos os nossos serviços que favoreçam a educação inclusiva. Além de darmos cumprimento a LDBN, estamos criando oportunidades para 412 alunos de pedagogia e usando a experiência deles para uma atenção ainda mais qualificada”, disse o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto.

Os candidatos interessados em participar do estágio devem se dirigir ao Complexo Municipal de Educação Especial André Vidal (CMEE), localizado no bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro– Sul de Manaus, munidos de documentos pessoais e currículo, onde passarão por uma entrevista. Caso sejam selecionados serão encaminhados ao setor de Coordenação de Estágio da Semed, na sala 113, na sede do órgão.

De acordo com assessora do CMEE, Cintia Rodrigues, até o fim de junho todas as vagas serão preenchidas. Ainda segundo ela, após a seleção, todos os candidatos selecionados terão uma semana de formação entre os dias 10 e 14 de julho. A partir do dia 17 de julho, os estagiários começarão a atuar.

“A formação será ministrada por uma equipe de assessores formados em Educação Especial, que vai orientar sobre as atribuições, a importância da parceria entre o estagiário e o professor, a dedicação aos alunos e terá aulas de conhecimento sobre a política da Educação Especial”, informou Cintia.

Durante a entrevista de seleção é avaliado se o candidato possui alguma experiência ou afinidade com crianças que possuem algum tipo de deficiência. “Nós estamos levando em consideração a experiência e a vontade dos candidatos e principalmente se têm formação em Libras, para que eles possam auxiliar os alunos com surdez”, completou Cintia.

Uma das estudantes selecionadas é a universitária Karliane Souza, que além de dispor de experiência com criança especial, garante que essa é uma oportunidade de conhecimento e crescimento na profissão. “Eu tenho uma irmã que tem síndrome de Down, como eu cuido dela, já tenho uma certa experiência com criança especial, pretendo contribuir com a professora e também levar essa experiência para a minha vida profissional”, declarou.

O contrato do estágio será feito pela Secretaria Municipal de Administração (Semad) por meio do Centro de Estudos Avançados de Treinamentos (Ceat), com duração de 1 ano e possibilidade de prorrogação por mais 1 ano e carga horária de 20 horas semanais. O valor da bolsa é de R$ 400 mais R$ 120 para o transporte.

Para mais informações, os interessados podem entrar em contato pelo 3216-7082.

Foto: Lton Santos / Semed