Prefeitura suspende as aulas em escola na Zona Rural alegando falta de dinheiro pra gasolina do transporte escolar

Comunicado e Artur

Pais de alunos da escola municipal Santo André, na comunidade Nossa Senhora auxiliadora, no rio Tarumã-Açu enviaram ao Radar cópia de um comunicado onde a Prefeitura de Manaus, via Divisão Distrital Zonal (DDZ) VII da Semed, avisa sob a suspensão das aulas no estabelecimento de ensino “por falta de gasolina no transporte escolar”. O comunicado está com data de ontem, terça-feira (15), e a suspensão das aulas é determinada a partir desta quarta-feira, 16 de março (ver comunicado no final da matéria).

A Semed não dá previsão de quando as aulas vão ser normalizadas, se resumindo em dizer: “Esclarecemos também que a data do retorno será informada assim que for solucionado o problema).

E o Radar quer saber cadê os recursos do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE) que são repassados pelo Governo Federal para a Prefeitura de Manaus? Onde estão? Como foram gastos?

Resposta da Semed

O Radar entrou em contato com a assessoria de Imprensa da Secretaria Municipal de Educação (Semed)  da Prefeitura de Manaus questionando sob a suspensão das aulas na escola municipal Santo André. A Semed não negou a veracidade da denúncia feita ao Radar por pais de alunos do estabelecimento de ensino e nem disse que o comunicado enviado aos pais das crianças não é verdadeiro. Apenas afirma feita que as aulas não serão suspensas. Leia a resposta da Semed na íntegra:

“A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que as aulas não serão paralisadas. Houve uma dificuldade no transporte do combustível na manhã da última terça-feira, 15, mas que o mesmo já chegou a escola na manhã desta quarta-feira, 16. E nesta quinta, 17, as aulas já estarão normalizadas”.

Comunicado