“Prepara o braço, molecada”, diz Doria após pedir para vacinar crianças

Reprodução

O governador de São Paulo, João Doria, comemorou neste sábado (31/7) o pedido que o Instituto Butantan fez à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para autorizar aplicação da Coronavac em crianças e adolescentes. “Prepara o braço, molecada”, disse.

Segundo ele, estudos em crianças e adolescentes, de 3 a 17 anos, com vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Butantan em parceria com a Sinovac têm mostrado “excelentes resultados em segurança e eficácia”.

Vacina

A Coronavac só está autorizada para uso emergencial no Brasil em pessoas com 18 anos de idade ou mais. De acordo com a Anvisa, a inclusão de uma nova faixa etária deve ser feita pelo laboratório responsável pela vacina.

“Para incluir novos públicos na bula, o laboratório precisa conduzir estudos demonstrando a relação de segurança e eficácia para determinada faixa etária. Esses estudos podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países”, diz a agência. “No caso da Coronavac, os estudos foram conduzidos fora do Brasil.”

Até agora, apenas a vacina da Pfizer está aprovada para menores de 18 anos pela agência reguladora. O imunizante tem indicação para pacientes a partir dos 12 anos.