Presidente da Aleam cobra informações do governo do AM sobre ações da ‘Operação Enchente 2021’

Foto: Divulgação

A enchete deste ano afetou vários municipios este ano, prejudicando a situação econômica e social de várias cídades. Preocupado com as famílias atingidas pela cheia, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), cobra da Defesa Civil do Governo do Estado informações sobre a execução da Operação Enchente 2021. O intuito, segundo o parlamentar, é saber o que está sendo feito sobre as ações efetivas, para dar contribuições, e também fiscalizar o Poder Executivo.

“Como deputado, preciso saber o que está sendo feito para poder fiscalizar e apontar caminhos. Infelizmente, a cheia tem castigado municípios do interior neste início de ano. Já não bastasse a pandemia, nossos irmãos também sofrem com isso. Precisamos unir forças para fazer com que a cheia dos rios tenha o menor impacto econômico e social possível”, destacou.

Na semana passada, Roberto Cidade solicitou que o Governo prorrogue por mais três meses o auxílio estadual, no valor de R$ 600 (R$ 200 por mês), para 100 mil famílias amazonenses afetadas pela cheia. A indicação, até o momento, não teve resposta do Executivo.

 Situação de emergência

Entre os municípios amazonenses que já decretaram situação de emergência por conta da enchente estão: Guajará (distante 1.476 km de Manaus em linha reta), Ipixuna (1.367 km), Itamarati (985 km), Eirunepé (1.160 km), Envira (1.208 km), Juruá (674 km), Boca do Acre (1.028 km) e Pauini (923 km).

(*) Com informações da assessoria do TCE-AM