Presidente da Câmara confirma convocação de concursados e reajuste de salários dos servidores (ver vídeo)

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM) vereador Wilker Barreto (PHS), concedeu uma entrevista ao vivo na sede do Radar, nessa sexta-feira (29). Aqui vai uma postagem resumida, mas a entrevista na íntegra está no Facebook do Radar. Ele informou, em primeira mão, que no próximo dia 3 de janeiro, vai firmar o terceiro acordo com cooperação com o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), para fortalecer a justiça itinerante nos bairros da cidade. A assinatura do termo será às 10h, na sede do poder judiciário.

Wilker ressaltou que os poderes devem trabalhar de forma harmoniosa para o bem da população. “Nós precisamos fortalecer essas parcerias e dar oportunidades aos nossos jovens para que eles não sejam os nossos algozes de amanhã. Nesse projeto muitos estagiários terão oportunidades. Ganha os Poderes, ganha os jovens e principalmente a sociedade”, afirmou.

O vereador, que é formado em economia, disse que se as medidas preventivas não forem tomadas na administração pública o Amazonas pode quebrar e se tornar um novo Rio de Janeiro.

“Eu administro um dos maiores orçamentos do Estado, que é a Câmara Municipal de Manaus e todo ano preciso me reinventar. Na Câmara nós vamos dar reajuste aos servidores em janeiro e tudo isso é planejamento. Para o Estado não quebrar é preciso realinhar contratos e rever alguns custos”, disse o presidente.

Ele também ressaltou que é preciso valorizar os servidores e apontou como exemplo o trabalho que tem feito na CMM. “Dos R$ 10 milhões de receita que tenho previsto a mais no próximo ano, vou indenizar servidores. Além de chamar os concursados de 2002. Os servidores merecem ser vistos e valorizados”, comentou.

Wilker destacou a importância das emendas impositivas, onde cada vereador tem uma cota para destinar recursos. “Só foi possível, por eu ter contado com a sensibilidade do prefeito Arthur para trabalharmos as emendas parlamentares. Trabalhamos em uma relação harmônica e independente. O prefeito sempre honrou as emendas e até dos seus opositores e de vereadores que não conseguiram se reeleger”, disse o vereador ao lembrar que com as emendas os recursos são aplicados de uma melhor maneira para as comunidades.

O presidente destacou uma novidade neste ano em relação a preparação das emendas. Segundo ele, os vereadores só teriam cinco dias uteis para apresentá-las, no entanto, foi aberto um maior prazo para que a população participasse do processo apresentando as suas demandas e o prazo foi esticado para um mês.

O presidente também falou sobre o projeto Câmara compartilhada. Segundo ele, 20 casas legislativas do interior do Estado já aderiram ao projeto. “Estamos treinando as outras Câmaras. Muitos municípios já vieram aprender como se faz aplicativo. Nós somos a única Câmara Municipal 100% digital de todo o país”, afirmou.

Wilker destacou que vai propor que a CMM seja a responsável da mini Vila Olímpica do Santo Antônio que, segundo ele, é um dos maiores centros de lazer da comunidade. “Vai continuar sendo do povo, mas nós vamos cuidar, pois para trocar uma lâmpada precisamos de autorização. Queremos cuidar desse espaço e dar uma melhor condição a população”, afirmou.

Como uma das metas para o próximo ano o presidente disse que pretende apreciar todas as contas de ex-prefeitos da cidade para não deixar nada pendente. “Vamos zerar a pauta das contas dos ex-prefeitos de Manaus. Não vamos engavetar nada e até março de 2018 vamos apreciar tudo”, concluiu.