Presidente da CMM decide alugar um carro para cada vereador, 41 picapes 

Mesmo a Câmara Municipal de Manaus (CMM) já tendo um contrato no valor de quase duzentos mil reais para locação de veículos e sem levar em conta a queda de arrecadação da Prefeitura de Manaus, órgão repassador de recursos para a Casa Legislativa, o presidente da CMM, vereador David Reis (Avante), decidiu que vai fazer mais um contrato para alugar 41 veículos do tipo picapes, o que dá um carro para cada vererador da CMM, já que são 41 parlamentares. Na sexta-feira passada, dia 3 de setembro, o Diário Oficial da Câmara trouxe o aviso de licitação (Pregão Presencial 013/2021-SRP/CMM) – disponível no final da matéria).

Na semana passada, o Radar Amazônico mostrou que David Reis autorizou a abertura de um processo para construção de um novo prédio em anexo  à Casa Legislativa, mesmo com a Câmara tendo passado por obras e reformas durante o ano passado.  No mesmo Diário Oficial havia uma outra publicação que tratava sobre o aluguel de carros para a Casa Legislativa, alegando a necessidade do uso dos veículos para as atividades da comissões permanentes da Casa. Mas, como o Radar apurou, são 23 as comissões que existem na câmara, não havendo justificativa para o aluguel de 41 veículos, o mesmo que o número de vereadores existentes em Manaus.

41 picapes

O aluguel de veículos prevê o contrato de locação para 41 picapes, o que leva a crer que cada uma delas será entregue para um vereador. A empresa contratada deverá fornecer veículos novos ou seminovos que deverão ter no máximo um ano de uso, com quatro portas, motor 2.4, ar condicionado, sistema de som com rádio AM/FM e leitor de CD, direção hidráulica e capacidade para cinco passageiros.

Um outro contrato já havia sido assinado em fevereiro pelo presidente David Reis, número 002/2021 e prevê o pagamento para aluguel de veículos utilitários para o período de 12 meses, com a contratação da empresa Reche Galdeano e Cia LTDA, no valor de R$ 182.400 mil, para a mesma finalidade. (documento disponível no final da matéria)

Custo

O processo de licitação ainda está em fase de registro de preços por isso não possui o valor exato que o aluguel vai custar aos cofres públicos, mas um levantamento feito pelo Radar, com as principais locadoras de Manaus, mostra que a diária de um veículo com as especificações contidas no aviso pode custar bem caro para o bolso do contribuinte.

Foto: Reprodução

Em um site de uma locadora, um veículo com as características semelhantes aqueles do Aviso de Licitação, tem o custo da diário em R$ 499,90 por dia, ou seja, R$ 20.495,90 para o fretamento de 41 veículos. Por mês, o custo pode chegar a R$ 514,3 mil aos cofres públicos. Um gasto de mais de R$ 6,1 milhões ao ano.

Crise financeira

Vale ressaltar que conforme o Radar noticiou, o município vem sofrendo uma queda na arrecadação em 2021. De acordo com o portal da transparência, entre janeiro e julho deste ano, houve uma redução de quase R$ 900 milhões na arrecadação dos cofres públicos.

O Radar Amazônico entrou em contato com a CMM para saber a motivação do gasto e a continuidade do contrato com a empresa Reche Galdeano e Cia LTDA, levando em consideração que os vereadores já recebem, cerca de, R$ 11,2 mil por mês de salário líquido, o que é suficiente para a compra parcelada de um veículo comum, mas até a publicação desta matéria não houve resposta.

Aviso de Licitação

Contrato número 002/2021