Presidente da CMM, David Reis vira alvo do Tribunal de Contas do Amazonas por suspeita em contrato milionário

David Reis (Avante) | Foto: Reprodução

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) recebeu um processo envolvendo a empresa Plug Engenharia e Arquitetura Sustentável em um contrato para a implementação de sistema de geração de energia solar para a Câmara Municipal de Manaus (CMM). O valor total do contrato é de cerca de R$ 5,1 milhões, firmado pelo presidente da CMM, vereador David Reis (Avante).

O contrato é referente ao Pregão Presencial N° 020/2021. A representação foi levada até a justiça pela empresa JCS Comércio e Serviços de Energia Solar Ltda, concorrente na licitação e que acabou sendo derrotada.

Na representação, que foi aceita pelo órgão, o vereador David Reis também foi citado. Durante a denúncia, são apontados indícios de irregularidades e o pedido de suspensão do pregão. Para a JCS, a empresa Plug não terá o caixa necessário para os equipamentos que serão necessários para o serviço. Eles denunciam ainda que os atestados de capacidade técnica da empresa são questionáveis.

O pregão foi lançado com a descrição de realizar a “Implantação do Sistema de Geração de Energia Solar da CMM, com fornecimento de materiais, equipamentos e mão de obra, para demanda de geração média prevista de 769,56 kWp, a ser implantado sobre a área de coberturas existentes na Sede da Câmara Municipal de Manaus, conforme condições, quantidades e exigências estabelecidas no Projeto Básico”, relatava o pregão.

Segundo a proposta, o sistema de energia solar será o responsável por cerca de 95% de toda a energia que hoje o prédio utiliza diariamente.

A empresa Plug foi criada em 19 de maio de 2020 e tem como proprietário o empresário Rodrigo Learth Junqueira, com base na ponta negra. A empresa já possui outro contrato junto a CMM, com valor de R$ 489.600 para instalar e manter um Circuito Fechado de Televisão (CFTV) na sede da prefeitura.

Confira aqui a decisão