Presidente da Fundação Estadual do Índio é denunciado por estupro em Manaus

Zenilton de Souza Mura foi nomeado como presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI) pelo governador Wilson Lima (PSC)

presidente fei

Foto: Divulgação

O presidente da Fundação Estadual do Índio (FEI), Zenilton de Souza Mura, indicado pelo governador Wilson Lima (PSC), foi denunciado por estuprar uma pesquisadora de 31 anos. Conforme as informações repassadas à polícia, o caso aconteceu no dia 2 de março e registrado pela vítima no 20º Distrito Integrado de Polícia (DIP), no dia 9 do mesmo mês.

Uma fonte do Radar Amazônico, que preferiu não se identificar, relatou que a vítima é moradora do município de Humaitá (a 591 quilômetros de Manaus) e o crime aconteceu em Manaus.

Conforme a fonte, a vítima relatou que, na noite do crime, foi obrigada manter relações sexuais com Zenilton de Souza, sem o consentimento da vítima. Ela também disse que, no dia seguinte após o ocorrido, pediu ajuda e foi levada para uma clínica médica.

Em entrevista ao Radar Amazônico, a fonte informou, ainda, que o presidente da fundação tem o hábito de assediar mulheres. “Logo após assumir a presidência, teve denúncias de que ele assediou umas quatro moças que trabalham com Zenilton, com convites para sair com ele, mas todos foram recusados”, relatou.

Ela também disse à reportagem que outras pessoas não denunciaram o caso por medo de represálias.

“O problema é que em ano político tem negociações. E, como ele (Zenilton), é considerado uma liderança de confiança do governador [Wilson Lima], eu fico receosa, por isso que as meninas não denunciaram, com medo”, disse.

O Radar teve acesso com exclusividade ao Boletim de Ocorrência (BO) registrado pela vítima (ver abaixo):

Veja o boletim de ocorrência na íntegra