Preso mais um integrante da quadrilha que roubou agência bancária em Boa Vista do Ramos

assalto-boa vista do ramos

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 46ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada no município de Boa Vista do Ramos, distante 268 quilômetros de Manaus, prendeu na manhã desta quinta-feira (18), por volta das 9h, o vendedor de porta em porta (também chamado de prestanista) Hélio Gomes de Souza, 48, por envolvimento no assalto a uma agência bancária do município, ocorrida no início da tarde do dia 28 de agosto deste ano.

Segundo o Delegado Juan, que tem coordenado a ação policial, as investigações apontam que o homem pilotava a lancha que foi usada na fuga dos assaltantes. “Testemunhas informaram que viram o prestonista circulando pela cidade no dia do crime e depois, conduzindo a lancha pelo rio. Ele levou os assaltantes de Boa Vista do Ramos até o município de Maués. A polícia tem outras provas que também o incriminam.”, ressaltou.

Hélio foi preso em via pública, quando retornava a cidade, em cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido no último dia 12 de setembro, pelo juiz Antônio Itamar de Souza Gonzaga, da comarca de Boa Vista de Ramos. Ele irá responder pelo crime de roubo majorado (Artigo 157 do Código Penal Brasileiro) e ficará preso na sede da 46ª Delegacia, onde aguardará julgamento.

Entenda o caso

No início da tarde do dia 28 de agosto, assaltantes levaram a quantia de aproximadamente R$ 130 mil de uma agência bancária do município de Boa Vista do Ramos. Os suspeitos teriam fugido pelo rio em uma lancha.

Na última sexta-feira (12), a Polícia Civil do Amazonas, cumpriu mandado de prisão em desfavor de Júnior Pereira de Aguiar, 34, natural de Rondônia (RO), que é apontado como um dos autores do roubo ao banco. De acordo com as investigações, na ocasião do crime, Júnior e outro homem que está sendo investigado, entraram na agência bancária e renderam os funcionários enquanto cometiam o delito.

A prisão dele foi efetuada pelos investigadores, no município de Humaitá, a 591 quilômetros da capital. A ação foi coordenada pelo Delegado Titular da 46ª Delegacia, Juan Valério, e contou com a participação de integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA), Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), com apoio de Policiais Militares lotados no 3º Grupamento de Polícia Militar (GPM).