Primeiro dia de vacinação dos idosos de 69 anos é marcado por reclamações e aglomeração

Foto: Reprodução g1

O  primeiro dia de vacinação para os idosos de 69 anos que iniciou  na manhã desta segunda-feira (1°), foi marcado por reclamações e aglomerações no posto de vacinação do Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus.  Com filas imensas e sem o distanciamento ideal,  os idosos  de 69 anos esperam por horas para receber a primeira dose do imunizante.

“Só tem duas pessoas vacinando por isso aglomerou, se tivesse 15 ou 20 pessoas, não estaria todo esse pessoal aqui. Eu tô em casa há um ano, e a minha neta está na fila para eu não ficar na aglomeração. Ai agora pouco chegou o prefeito e corre todo mundo em cima para falar com o prefeito”, disse um dos aposentados que aguardava na fila.

Nesta semana a Prefeitura de Manaus iniciou a vacinação de idosos de 65 a 69 anos em seis pontos diferentes na capital. No entanto, os idosos que foram se vacinar hoje correram o risco de contaminação pela Covid-19 devido a quantidade de idosos e seus acompanhantes que lotaram o local.

O prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), esteve no local e ao ser questionado sobre a quantidade de pessoas no posto de vacinação, o prefeito disse que no início da manhã sempre haverá aglomeração.

“Sempre vai ter, no início da manhã, essa aglomeração até porque os idosos vem acompanhados de uma ou duas pessoas. Aqui é um ponto que nós não temos o drive-thru em função de precisarmos sair do Shopping Phelippe Dao, por ser um centro comercial e pudesse ter as atividades do comércio. Sempre aqui vai ter essa aglomeração, porém, no decorrer do dia, teremos a diminuição das pessoas”, disse o prefeito.

O Radar Amazônico entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para saber se já foi adotada alguma estratégia para acabar com aglomeração naquele posto de vacinação, mas até a publicação desta matéria não obteve resposta.