Procon Amazonas faz reunião com administradoras de estacionamentos dos shoppings

Após matéria do Radar denunciando a falta de respeito dos shoppings de Manaus que deixam as empresas administradoras dos estacionamentos fazerem o que bem entendem, reduzindo o tempo de gratuidade dos veículos nos estacionamento e reajustando o preço da tarifa, informações do Procon Amazonas dão conta de que pode haver um “entendimento” no sentido de rever esses critérios – torcemos pra que isso aconteça, o que seria uma demonstração de respeito dessas empresas com o consumidor do Amazonas, né mesmo gente?

Segundo o Procon, foi realizada uma reunião entre a secretária executiva do órgão, Rosely Fernandes, e representantes das empresas administradoras de estacionamentos dos shoppings de Manaus, onde houve a “sinalização para um entendimento em torno da questão do tempo de tolerância para o consumidor que frequenta e utiliza os estacionamentos destes estabelecimentos comerciais”. Na reunião, a secretária do Procon pediu uma maior compreensão por parte dos administradores em torno do novo prazo estipulado por alguns shoppings que passou para 15 minutos, um tempo considerado exíguo para o consumidor.

Segundo Rosely Fernandes deveria ter havido uma comunicação formal das duas alterações (do tempo da tarifa e do prazo de tolerância) aos órgãos de Defesa do Consumidor. Ela também enfatizou outros aspectos destacados no Código de Defesa do Consumidor, como o da obrigatoriedade dos estabelecimentos disponibilizarem informações ao consumidor em local visível, para que ele possa estar ciente dos valores e justificativas para as mudanças.

A secretária do Procon Amazonas também argumentou junto aos representantes das empresas que deveria ser levada em consideração a atual conjuntura existente no Brasil, com alto índice de desemprego e taxa de superendividamento, na hora de tomar medidas como as anunciadas pelos estabelecimentos comerciais.

Conforme informações do Procon, os representantes também fizeram suas colocações e manifestaram a possibilidade da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), dentro da metodologia proposta pelo Procon Amazonas. “Na segunda-feira, 6, uma minuta do TAC será enviada às empresas para que os itens contidos sejam avaliados pelos gestores. O prazo de duas semanas foi estipulado tomando por base que muitas das sedes das empresas são localizadas fora de Manaus”, explicou o Procon

Ao fim da reunião, foi definida uma nova data para que os representantes das empresas de estacionamento e Procon Amazonas possam assinar o TAC. a reunião será na sede do Procon Amazonas, no próximo dia 17 de março, a partir das 9h.