Procon ingressa com denúncia no MPE contra postos de combustíveis

A Ouvidoria e Proteção ao Consumidor (Procon Manaus) ingressou, nessa segunda-feira (20), com uma denúncia no Ministério Público do Estado (MPE-AM) contra os postos de combustíveis para apurar fortes indícios de manipulação de preços nas bombas de combustíveis.

Após uma pesquisa de preços realizada em 57 postos de combustíveis da capital, o Procon Manaus verificou a uniformização do preço da gasolina comum. A ação fiscalizadora se deu a partir de denúncias acerca da elevação abrupta no valor do produto.

Os indícios de manipulação foram registrados em uma blitz promovida pelo Procon Manaus, em julho, quando o órgão encaminhou aos postos de combustíveis da cidade uma notificação requisitando a apresentação de justificativas para o aumento repentino nos preços.

“Nós fizemos um procedimento interno, amplo e bastante criterioso, com toda a nossa equipe e chegamos à conclusão, que já estava bastante óbvia. No momento em que houve uma redução sem nenhum fator externo do valor da gasolina, sem nenhum aumento ou carga tributaria praticada pelas refinarias, houve uma clara ação de combinação por parte dos donos de postos de combustíveis” afirmou o coordenador do Procon Manaus, Rodrigo Guedes.

Fotos: Marinho Ramos / Semcom