Procuradora do MPC pede suspensão de contratos de obras do Governo “com fortes indícios de graves irregularidades”

Melo Obras

Está na pauta de julgamento da sessão do pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) desta quarta-feira (16), representação formulada pela procuradora do Ministério Público de Contas (MPC) Evelyn Freire de Carvalho com pedido de “medida cautelar liminar tendo em vista fortes indícios de graves irregularidades na gestão de contratos de obras públicas, sob a responsabilidade da Seinfra”.

A representação feita pela procuradora está no site do MPC, sob o número 139/2015.  O relator do processo no TCE é o auditor Alípio Firmo Filho. O Radar apurou que as obras públicas, as quais a procuradora se refere estão sendo feitas em vários municípios do interior do Estado e apresentam várias inconformidades, levando-se em contas os contratos celebrados entre o Governo do Estado, através da Seinfra, e as construtoras contratadas. (Any Margareth)