Professor da Semed é encontrado morto com sinais de enforcamento

Foto: Divulgação / PC-AM

O professor Antônio Genivaldo Lira Lacerda, de 47 anos, foi encontrado morto por enforcamento, na madrugada desta sexta-feira (17). A vítima era diretor da Escola Municipal Francisca Pereira de Araújo, no bairro Flores, zona centro-sul. Os policiais conseguiram localizar o corpo após denúncia anônima. Além disso, um homem, identificado como Everton Rodrigues Pinto dos Santos, também conhecido como “Loirinho”, foi preso em flagrante por ser um dos suspeitos.

De acordo com o delegado plantonista Fábio Silva, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), o professor estava desaparecido desde às 16h da última quarta-feira (15), após sair do trabalho. O corpo foi encontrado dentro de uma casa na rua Aracati, no bairro Rio Piorini, zona Norte.

“Ele (Antônio) estava desaparecido. Nós conseguimos localizar o carro e também recebemos denúncias dos moradores de que uma dupla estava cavando em um quintal e, desde então, começaram a sentir um forte odor pela região. Foi quando a Polícia Militar chegou no local e constatou que se tratava de uma cova rasa e ainda conseguiu prender um dos envolvidos”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado, Everton confessou, em depoimento, que não participou do momento exato do crime, mas revelou detalhes do ocorrido e relatou que o responsável pela execução professor foi Felipe Mendonça Glória, que está foragido. “Ele relatou que o professor foi morto com uma corda. Eles passaram cerca de 20 minutos em uma luta corporal até a morte da vítima. Em seguida, passaram a usufruir dos bens do professor, como carro e cartão de crédito” disse o delegado. A delegacia especializada continuará a investigar o caso.