Professor que estuprava crianças e filmava volta pra cadeia

Os policias da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) prenderam (finalmente) às 10h da manhã desta segunda-feira (10), o professor de inglês Nilton César Araújo Montenegro, 47 anos, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela juíza Patrícia Chacon, da Vara de Crimes Contra a Dignidade de Crianças e Adolescentes. Nilton César é um pedófilo comprovado preso e depois colocado em liberdade na última semana por uma decisão controversa da  juíza Themis Lourenço durante a audiência de custódia onde até mesmo o Ministério Público do Estado (MPE-AM) opinou pela soltura do acusado.

Segundo disse ao Radar Amazônico a Delegada Juliana Tuma, desde a última quinta-feira (6) a polícia já estava autorizada a prender o pedófilo Nilton César Araújo Montenegro, mas não conseguia encontrá-lo. Somente na manhã desta segunda os policias da Depca conseguiram prender o acusado dentro do Fórum Ministro Henoch Reis, no Aleixo.

“Ele não estava mais na própria residência porque picharam a casa de ‘estuprador’ e ele saiu pra viver na casa de um filho ao que tudo indica. Descobrimos que ele estaria hoje no Fórum para conversar com um advogado e os policiais conseguiram prende-lo”, disse a delegada Juliana Tuma.

O Radar Amazônico apurou que a decisão de colocar em liberdade o professor pedófilo chocou e constrangeu todos os servidores da Vara de Crimes Contra a Dignidade de Crianças e Adolescentes e foi uma das razões para que a juíza Patrícia Chacon determinasse a prisão dele imediatamente.

Inclusive foi a juíza Patrícia Chacon quem determinou a busca e apreensão na casa do professor pedófilo e que descobriu farto material (nojento) de vídeos e imagens dele abusando de crianças.