Professor volta a ser preso suspeito de abusar sexualmente de alunas

O professor Carlos Alberto Pereira da Cruz, de 47 anos, foi preso nessa terça-feira (16), acusado de abusar sexualmente de alunas dentro de escola da rede pública. Segundo a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), ele aproveitava a hora do intervalo para abordar as alunas e pedia segredo entre ele e as vítimas.

A prisão preventiva do professor da Secretaria Municipal de Educação de Manaus (Semed) foi decretada pela Justiça dia 11 deste mês e atendeu pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual (MPE). Ele foi preso no bairro Alvorada, na Zona Centro-Oeste da capital.

Essa não foi a primeira vez que o professor foi preso acusado de abusar sexualmente de alunas. No início de outubro, 0 suspeito foi preso em flagrante, mas foi solto durante audiência de custódia.

O professor dava aulas para o 3º ano da Escola Municipal Maria Pereira Campos, no bairro Colônia Santo Antônio, na Zona Norte. Ele era o responsável pela classe e também por uma turma do 5º período.

De acordo com a polícia, ele prometia aumentar as notas das meninas se elas o deixassem cometer os atos libidinosos. Segundo a Depca, o professor é suspeito de abusar de pelo menos três alunas, uma de oito e duas de nove anos.

 

Com informações da assessoria do MPE