Professores anunciam manifestação em frente a sede do Governo por reajuste salarial

No comunicado, o Asprom Sindical explica que a data-base de 2022 está vencida

Foto: divulgação

O Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) anunciou uma manifestação na próxima quarta-feira (9), em frente à sede do Governo do Amazonas para cobrar o reajuste salarial da categoria. No comunicado, o sindicato explica que a data-base de 2022 está vencida.

“Ela venceu em 1° de março. Isto significa que não será pago o reajuste salarial a que temos direito no pagamento do mês de março.Mas a situação é muito pior. Estamos correndo o risco de ficarmos sem reajuste salarial neste ano, pois temos a lei eleitoral que pode nos prejudicar, se não for aprovado nosso reajuste salarial na ALEAM até o início de abril.” diz trecho do comunicado.

Os professores alegam também que já tentaram estabelecer um diálogo com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc), mas não obtiveram sucesso e por isso agora estão recorrendo ao governo.

“O Asprom sindical já tentou várias vezes ser recebido pela Secretária da Seduc, Sra. Josefa Chaves, mas a Secretária fecha as portas para os trabalhadores e não dialoga com o Sindicato da Capital. Por isso, nós agora vamos tentar sermos recebidos pelo Governador do Estado”, disse a diretoria do sindicato.