Professores da UEA que dão aula no interior denunciam que estão com salários atrasados há um ano e meio

Professores de Engenharia de Pesca, Biologia e Zootecnia que prestam serviços à Universidade do Estado do Amazonas (UEA) no interior, fizeram denúncia à deputada estadual Alessandra Campêlo de que estão com salários atrasados há um ano e meio. A deputada abordou o assunto em discurso feito na sessão plenária desta quinta-feira, 16 de março, na Assembleia Legislativa do Amazonas.

A reclamação chegou ao conhecimento de Alessandra por meio do “Gabinete Itinerante & Virtual”, sistema de atendimento ao público no qual a parlamentar mantém um canal de relacionamento com a sociedade de forma física no próprio Parlamento Estadual e também por meio das redes sociais.

Na tribuna, a deputada disse que encaminhou ofício ao reitor da UEA, Cleinaldo Costa, solicitando informações detalhadas sobre a demanda. No documento, Alessandra pergunta se procedem as reclamações e qual o motivo para o não pagamento dos serviços prestados pelos professores. Por fim, ela pergunta qual prazo para normalizar a situação.

“Eu não entendo como UEA gasta mais de R$ 100 milhões para construir a Cidade Universitária, que hoje é uma cidade fantasma tomada por ferro retorcido, e não tem dinheiro para pagar os professores. Eu queria entender qual é a lógica desse Governo”, criticou Alessandra.

Assessoria de Comunicação – Deputada Alessandra Campêlo