Profissionais de saúde do Francisca Mendes estão sem salário desde maio, denuncia deputado

Foto: Reprodução

Profissionais de Saúde que atuam na Fundação Hospital do Coração Francisca Mendes, na zona Norte, estão sem receber desde maio deste ano.

O fato foi revelado pelo deputado Wilker Barreto (Podemos), nessa terça-feira (14), na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O parlamentar relatou que recebeu várias denúncias sobre o atraso de salários na unidade e cobrou providências do Governo do Amazonas para regularizar os pagamentos.

“Gostaria de cobrar da liderança do governo uma solução para os profissionais do Francisca Mendes, que estão sem receber desde maio. São quase 400 famílias sendo desrespeitadas por este Governo que tem dinheiro em caixa, mas que não paga aqueles que se dedicam a salvar vidas do povo amazonense. Isso sem falar em pais, médicos e enfermeiros que relatam o caos por falta de material para procedimentos cirúrgicos. Doença cardíaca não espera, governador! É uma insensibilidade tremenda”, afirmou o deputado.

Barreto pediu também a diminuição do prazo dos pagamentos indenizatórios referentes a Unisol para menos de um ano, o que segundo o parlamentar, desvaloriza os profissionais com mais de dez anos de atuação no Francisca Mendes, considerado referência em cirurgias cardíacas na Região Norte.

“Não se discute o fim do contrato com a Unisol, tem que encerrar mesmo. Mas é preciso remunerar e indenizar aqueles que trabalharam. Tem pessoas lá com décadas de trabalho e vão receber seus direitos trabalhistas parcelados em mais de um ano e que ainda não receberam desde maio. Faço um apelo para que o Governo pague os direitos desses profissionais”, explicou Wilker.

Com informações da Assessoria