Profissionais de saúde recorrem à Justiça para Governo do AM pagar direitos trabalhistas (ver vídeo)

Os profissionais da saúde estiveram novamente em frente a sede do Governo do Amazonas, localizada na avenida Brasil, na Compensa, zona Oeste, na manhã desta terça-feira (21), em manifestação para para cobrar o pagamento de direitos trabalhistas. Com carro som e munidos de cartazes, os trabalhadores pediram a valorização da categoria e o pagamento do ticket-alimentação, adicional de insalubridade, dentre outros direitos. Devido a falta de resposta do governo, a categoria informou que entrou com uma ação na Justiça contra o Estado. (veja live no final da matéria)

“Entramos com uma ação na Justiça estadual e a juíza já está a favor do nosso ticket-alimentação, mas agora agora estamos convocando os mais de 6 mil funcionários também para brigarem na justiça de forma coletiva, porque até agora a gente não teve resposta do governador Wilson Lima e nem do secretário de Saúde Anoar Samad”, disse o representante do Sindicato dos Trabalhadores em Santas Casas, em Estabelecimentos de Saúde do Amazonas (Sindpriv).

Os manifestantes representam a categoria dos RDAs, funcionários que são contratados por meio de Regime Administrativo de Direito e que não estariam recebendo os pagamentos conforme determinam as leis trabalhistas.

Os profissionais da saúde fecharam a via no sentido bairro/centro e seguraram faixas com recados para Wilson Lima. “Senhor governador se nós RDAs não somos vistos pelo senhor. O senhor também não será lembrado por nós nas urnas, pague nosso ticket alimentação e o risco de vida”, dizia um dos cartazes.

O grupo finalizou a manifestação às 12h e mais uma vez, ninguém do governo apareceu para dar uma resposta. O Radar também entrou em contato com o Governo do Amazonas para questionar quando as reivindicações da categoria serão atendidas, mas até a publicação desta matéria não obteve respostas.