Anúncio Advertisement

Projeto de Alessandra que garante profissional de Educação Física nas escolas é aprovado na ALE

Foto: Jimmy Christian

O projeto de lei da deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) que garante a presença de profissional de Educação Físicas nas escolas no Amazonas foi aprovado, nessa quarta-feira (19), pela Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM). A votação foi acompanhada pelo Conselho Regional de Educação Física da 8ª Região (CREF 8), além de profissionais e acadêmicos da área.

Segundo a parlamentar, a iniciativa tem objetivo de corrigir uma distorção que é bastante comum em escolas da capital e interior: a ocupação das vagas por professores sem formação superior em Educação Física, o que tem sido motivo de denúncias por parte do CREF 8. O problema também atrapalha a colocação da categoria no mercado de trabalho – escolas públicas e privadas.

“Hoje a gente tem professores de Matemática, Português, Química, Biologia, Ciências e outras disciplinas ocupando o lugar dos profissionais de Educação Física. Não faz sentido ter professores de outras áreas dando aulas de Educação Física, a gente tem que corrigir essa distorção, e cabe a nós aqui da Assembleia por meio desta lei garantir a Educação Física por profissionais realmente capacitados”, defendeu Alessandra durante pronunciamento na tribuna.

O projeto de lei nº 191/2016 garante a Educação Física como componente curricular obrigatório em todas as etapas e modalidades da educação básica, em escolas e particulares, no âmbito do Estado do Amazonas. Para isso, é necessário o acompanhamento do profissional da área e não os leigos ou curiosos.

Desenvolvimento integral

Na Educação Física Escolar, o professor é o mediador entre o aluno e o processo de aprendizagem. As aulas de Educação Física promovem o desenvolvimento integral do aluno, a vida saudável, a socialização, o espírito de equipe e a prática do desporto. Os alunos participam das mais variadas experiências corporais para as quais são desafiados, daí a importância de os estudantes terem o acompanhamento de profissionais capacitados.

O presidente do CREF 8, Jean Carlo Azevedo da Silva, destacou a importância do projeto não só para os profissionais de Educação Física, mas também para os estudantes.

“É importante para a classe e também para os alunos da rede estadual, municipal e escolas particulares, pois enfim eles terão a oportunidade de ter aulas com quem se graduou e se formou para atuar”, enfatizou Jean Carlo.

Com informações da assessoria da parlamentar.