Projeto garante acessibilidade para PCD’s em transporte rodoviário

Foto: Divulgação/internet

O Projeto de Lei n. 214/2019, prevê que em qualquer horário, as pessoas com deficiência física que utilizam transporte coletivo intermunicipal rodoviário podem optar pelo local mais seguro e acessível para embarque e desembarque. A proposta foi aprovado nesta quarta-feira (14) na Assembleia Legislativa do Estado Amazonas (Aleam). 

O autor do projeto, o deputado estadual Carlinhos Bessa (PV), afirma que ele visa criar uma norma obrigando os condutores a atenderem as solicitações das pessoas com deficiência para a parada do veículo durante o percurso. “As pessoas com deficiência com a prerrogativa de embarcar e desembarcar fora do ponto poderão escolher o local com melhor acessibilidade, assim, estimulando a sua locomoção intermunicipal e uma maior integração à sociedade”, disse Bessa.

O Projeto recebeu apoio do deputado estadual Sinésio Campos (PT), que destacou sua importância e criticou a falta de plataformas e espaços para locomoção das pessoas com deficiência no Estado. 

“Eu não me canso de defender boas causas como esta apresentada pelo deputado Carlinhos. As empresas de transporte rodoviário precisam adequar seus veículos e a rodoviária precisa oferecer melhores condições. Para um cadeirante acessar um ônibus é uma grande dificuldade, pois não há portas e plataformas adaptadas e quando existem, não funcionam”, alertou.

Com informações da assessoria do deputado.