Projeto Leitura Inclusiva disponibiliza livros na Biblioteca Braille

A Biblioteca Braille do Estado do Amazonas lançou, em homenagem ao Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado no dia 21 de setembro, três obras desenvolvidas por meio do Projeto Leitura Inclusiva, destinado às pessoas com deficiência visual. A biblioteca funciona no espaço do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro (Unidade Sambódromo) e tem a administração do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

As novas obras do projeto são “Mitos Amazônicos – O caríua”, de Altino Berthier Brasil, que relata a atuação do indígena amazônico em preservar seu patrimônio cultural, conscientizando o homem civilizado; “No fundo do Rio Amazonas”, de Glorinha Novaes, que narra a história de dois meninos ribeirinhos que vivem uma aventura com personagens connhecidos do nosso folclore popular, entre eles o Curupira e o Boitatá; e “A Amazônia – Mitos e Lendas”, criada por Danièle Küss, onde pode se reviver os paladinos, animais extraordinários e deuses misteriosos que mais marcaram história.

Os livros, disponíveis em Braille e em MP3 no acervo da Biblioteca, narram os mistérios da Amazônia e foram adaptados às pessoas com deficiência visual por Melissa Nascimento, Diene Silva e Thaís Almeida, funcionárias da Biblioteca Braille do Estado do Amazonas. Os livros podem ser acessados no Bloco C do Sambódromo, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Para Thaís Almeida, 20, o Leitura Inclusiva é uma forma de contribuir na expansão do acesso à leitura para as pessoas que possuem alguma forma de limitação visual. “Para mim é muito gratificante poder trabalhar em cima destas obras, editando, modificando para MP3 e para Braille, pois estou contribuindo de alguma forma para aquela pessoa que possui deficiência visual absorver um conhecimento de modo que facilite para ela”, salientou.

Biblioteca Braille do Estado do Amazonas

Localizada no Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, na Unidade do Sambódromo, a Biblioteca oferece cursos gratuitos como informática, braile, violão e teclado. Composta por uma equipe capacitada em atender pessoas com deficiência visual, seu acervo contém cerca de 1.000 livros em braile, 48.000 livros digitalizado, cinco canetas Pentop para auxiliar a leitura de livros em tinta e 4.900 livros falados de diversas áreas e assuntos, distribuídos em apostilas de áreas científicas (medicina, administração, direito) e literatura (brasileira, americana, infantojuvenil) dentre outros.

Para mais informações sobre essas e outras ações, projetos e atividades desenvolvidas pela Secretaria de Estado de Cultura, acesse o Portal da Cultura (www.cultura.am.gov.br). Confira também os perfis do órgão nas redes sociais Facebook (facebook.com/culturadoamazonas), Twitter (@SEC_Amazonas) e Instagram (@secretariaculturaamazonas).

Serviço: Lançamento de obras do Projeto Leitura Inclusiva, da Biblioteca Braille do Amazonas

Data/hora: Aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h

Local: – Centro de Convenções Prof. Gilberto Mestrinho – Sambódromo, avenida Pedro Teixeira, 2.565, Dom Pedro

Entrada: Gratuita