Anúncio

Protestos no Irã deixam mortos, diz TV estatal

Atos começaram por conta da alta dos preços, desemprego e corrupção, mas se transformaram em um protesto contra o governo

Dez pessoas morreram nesse domingo (31) durante protestos em Mashhad, no Irã, informa a agência de notícias AP, que cita como fonte a TV estatal iraniana.

Autoridades locais já haviam confirmardo quatro mortes. Não há informações a respeito das outras seis vítimas.

A onda de protestos contra o governo começou na última quinta-feira (28) em Mashhad, cidade com 2 milhões de habitantes, e se espalhou por várias cidades na sexta-feira e no sábado. Autoridades divulgaram que 50 pessoas foram presas desde o primeiro dia.

Manifestações não autorizadas, como as desses dias, são proibidas no Irã. O país penaliza qualquer manifestação considerada “contrária à gestão do país e suas instituições políticas e às políticas nacionais e exteriores”.

Os atos começaram para expressar a insatisfação dos iranianos com a alta dos preços, o desemprego e a corrupção, mas se transformaram em um protesto contra o governo.

De acordo com a agência Associated Press, as manifestações parecem ser as maiores que aconteceram no país desde 2009, quando foram realizadas eleições presidenciais controversas.

Ainda segundo a agência, os preços de vários itens, como o ovo, subiram até 40% nos últimos dias no país. O governo atribuiu a alta do ovo a um abate de aves por medo da gripe aviária.

Fonte: G1