Prova dissertativa de concurso para defensor público do Amazonas acontece nos dias 11 e 12 de agosto

A prova dissertativa do concurso da Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) para o cargo de defensor público do Estado acontece semana que vem, nos dias 11 e 12 de agosto. Mais de três mil pessoas fizeram suas inscrições e disputam 25 vagas de defensores que atuarão nos polos da instituição a serem criados no interior.

A divulgação do resultado com os nomes dos aprovados deve ser ocorrer até dezembro deste ano. Para o defensor público geral, Rafael Barbosa, será o tempo que o novo valor do repasse de 1.4% do duodécimo estadual entrará na contabilidade da DPE-AM. “Com o aumento do repasse estadual de 1.2% para 1.4% conseguiremos nomear defensores e implementar novos pólos, numa ação combinada de expansão e melhoria dos serviços prestados pela DPE”, afirmou.

Como exemplos disso, o defensor lembra que em novembro de 2017 foi inaugurado o polo de Parintins e em março deste ano foi inaugurado o polo de Itacoatiara. O polo de Humaitá foi ampliado com a contratação de servidores e a previsão para 2019 é a inauguração dos polos de Tefé e Tabatinga.

Servidores nomeados

No mês passado tomaram posse os 13 primeiros aprovados no concurso para servidores dos quadro suplementar. Os novos servidores da DPE-AM foram para os polos de Parintins, Humaitá e Itacoatiara, sendo ocupantes dos cargos de analista jurídico e assistente técnico destinados a reforçar o atendimento nas unidades do interior.

Em Manaus, serão inicialmente reforçados os quadros das unidades da Casa da Cidadania, no Conjunto Celetramazon, no Adrianópolis, zona centro-sul, do Shopping Sumaúma, na Cidade Nova, zona norte, e Pronto Atendimento ao Cidadão da Compensa, zona oeste, além de setores administrativos da sede da DPE-AM.