Psicologia Transpessoal Integrativa é tema de debate em programa educativo

Foto: reprodução

Um diálogo sobre a Psicologia Transpessoal Integrativa vai ser realizado nesta sexta-feira (31), a partir das 18h30, por meio da plataforma Zoom,com transmissão ao vivo pelo canal da TV Lepete no YouTube, disponível no link, no Facebook e Instagram do Lepete. O tema abordado é a proposta terapêutica e pedagógica desenvolvida pelo psicólogo, Luiz Mello, ao longo de mais de 20 anos de atuação como psicólogo, psicoterapeuta e educador.

O evento conta com as participações dos professores do curso de Psicologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Sérgio Freire, Landa Camargo e a terapeuta em Consciência Interacional, Pedra Rosa.

“À medida que trazemos temas, muitas vezes negados nos espaços acadêmicos, mas que compõem os saberes das sociedades, com suas crenças, valores, intuições e imaginários, em larga medida, estamos dando a esses saberes o mesmo estatuto daqueles que a ciência produz, de forma assimétrica, mas sem perder a reflexividade e o rigor”, salientou a coordenadora do Lepete, professora Eglê Wanzeler.

A Psicologia Transpessoal, também chamada de Floressência Integrativa, trata-se de uma metodologia cujo foco está no desenvolvimento humano integral, abrangendo tanto a dimensão pessoal quanto a transpessoal da experiência humana em busca da individuação. A Floressência se embasa numa abordagem integrativa e transdisciplinar de pesquisa, tratamento e expansão da dimensão psicológica do ser humano, que integra o corpo, a mente, a comunidade e o Sagrado.

Com o objetivo de diminuir a distância entre ciência e sociedade, o diálogo faz parte do projeto Círculos Transculturais do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Experiências Trandisciplinares em Educação da Universidade do Estado do Amazonas (Lepete/UEA).

Sobre o Círculos Transculturais

A proposta do Círculos é a promoção de diálogos entre diferentes áreas do conhecimento, especialmente os oriundos das sabedorias tradicionais e ancestrais que podem ser vinculados ao saberes da ciência. A ideia é também contribuir com o bem-estar psicoemocional e espiritual da sociedade.

divulgação UEA

(*) Informações da Assessoria