Publicidade do “amor à causa publica” do Governo já atingiu gastos de R$ 24,9 milhões dos cofres públicos

O governador Amazonino Mendes (PDT), já gastou mais de R$ 24,9 milhões em publicidade, através da Secretaria de Estado de Comunicação Social (Secom). A informação foi obtida através de um levantamento realizado, nessa quarta-feira (4), no site do Portal da Transparência do Estado.

De acordo com os dados, esse valor milionário está sendo gasto desde o mês de outubro de 2017, quando Amazonino assumiu o Governo. Durante cinco meses os maiores valores foram pagos a apenas três empresas.

A que recebeu a maior quantia, R$ 15.162.372,63 milhões, foi a empresa Mene e Portella Publicidade Ltda. Com R$ 4.920.082,57 milhões, a segunda empresa que mais recebeu do Governo foi a Kintaw Design e Publicidade Ltda. A terceira que mais recebeu até o mês de março foi a empresa View 360 Publicidade e Comunicação Integrada Ltda que embolsou R$ 3.515.294,52 milhões.

Em março o Radar publicou que o Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao governador Amazonino Mendes, que retirasse toda publicidade institucional que contenha as expressões “amor à causa pública”, “arrumando a casa” ou qualquer outra variação.

A recomendação orientou que o governador adote medidas para restringir a publicidade institucional com possível conteúdo de promoção pessoal, durante o período eleitoral deste ano, sendo admitida apenas a propaganda que se limite a identificar o bem público.

O MPF cita, na recomendação, que o Poder Executivo Estadual vem divulgando publicidade institucional com o slogan “amor à causa pública”, expressão intimamente ligada ao mote de campanha do atual governador na eleição suplementar de 2017, em detrimento dos símbolos oficiais e impessoais que devem pautar a administração pública.

Mas, apesar da recomendação do MPF, o governador continua gastando milhões com a mesmíssima publicidade em horário nobre!