Pulo do gato: Cyborg se distrai antes da luta no UFC 219 com felino e dança

Vitor Belfort lançou moda no UFC Rio 8, em junho, ao trazer para o Brasil a cadela Zenia, de três anos, uma service dog. E a campeã Cris Cyborg, estrela da luta principal do UFC 219, sábado, contra Holly Holm, em Las Vegas, não ficou atrás: a curitibana trouxe de Los Angeles a gata Laila.

O animal da raça Bengal – cruzamento entre o selvagem leopardo asiático e gatos domésticos – acompanhou Cris Cyborg pelos corredores do hotel que hospeda os atletas do UFC 219. Encoleirado, o bichano atraía as atenções de funcionários, atletas e pessoas do staff do Ultimate que transitavam pelo local.

Em entrevista ao Combate.com, Cyborg afirma que a gatinha faz com que ela fique menos estressada, especialmente nas vésperas do confronto.

– Não sou uma “cat person”, gosto mais de cachorro. Tenho o Fedor, mas que não dá para vir porque é muito grandão. Faz um ano que estou com a Laila, gosto muito dela, acho que é a terceira viagem dela, que já veio para Las Vegas. Gato é mais fácil de cuidar, mais prático. É bacana, uma coisa para distrair, funciona para descontrair, eu a levo para passear, fica no quarto, trago brinquedo para ela. Ela é linda também!

Dona do cinturão do peso-pena, Cyborg encara a pressão de defender, pela primeira vez, o posto diante da ex-campeã dos galos. A curitibana, que treina intensamente, também encontrou na dança uma válvula de escape para aliviar a tensão. Ela costuma aparecer em vídeos nas redes sociais arriscando alguns passos com Gabi Garcia, colecionadora de títulos mundiais no jiu-jítsu.

– A Gabi (Garcia) conheceu a outra Gabi, que é professora de dança, e daí ela falou que ia fazer e eu também fui. E a gente começou a fazer três vezes na semana, e eu treinando, pensei: “Estou muito cansada, o que está acontecendo?”. Cansava muito, eram músculos que não usava direito, e diminuí para duas vezes na semana, depois uma vez, porque estava puxando muito. Quando tem sparring não dá para dançar, às vezes estava fazendo dança e depois ia para o sparring. Mas acredito que ajuda muito na coordenação motora, ajuda porque fico sempre com homens o dia inteiro na academia e é o momento de ficar mais meninas. E a Gabi (Garcia) é muito engraçada, tenta dançar, faz vários passinhos.

Combate transmite o UFC 219 ao vivo, na íntegra e com exclusividade. O Combate.com transmitirá as duas primeiras lutas do card preliminar em vídeo e o restante do evento em Tempo Real.

UFC 219

30 de dezembro, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL (a partir de 1h, horário de Brasília):
Peso-pena: Cris Cyborg x Holly Holm
Peso-leve: Khabib Nurmagomedov x Edson Barboza
Peso-palha: Cynthia Calvillo x Carla Esparza
Peso-meio-médio: Carlos Condit x Neil Magny
CARD PRELIMINAR (a partir de 22h, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Khalil Rountree x Michal Oleksiejczuk
Peso-leve: Dan Hooker x Marc Diakiese
Peso-pena: Myles Jury x Rick Glenn
Peso-mosca: Louis Smolka x Matheus Nicolau
Peso-médio: Marvin Vettori x Omari Akhmedov
Peso-mosca: Tim Elliott x Mark De La Rosa