Quadrilha é presa com drogas e arma em táxi, mas taxistas fazem protesto em defesa do colega

quadrilha taxi

O taxista Angelo Farias da Silva, 37, o vigilante Wendell Ribeiro do Nascimento, 26, Alex Reis da Silva, 27, e João Kayb Damasceno Martins, 23, foram presos por policiais militares, nesta segunda-feira (04) e levados para o 19º Distrito Integrado de Polícia. As prisões foram efetuadas por policiais militares da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), na rua do Areal, Conjunto Pantanal, bairro Compensa, Zona Oeste da capital.

O quarteto foi abordado em via pública, por volta das 4h da madrugada, em um táxi, modelo Corsa Sedan, de cor branca e placas JXP 2704. No interior do veículo foram encontradas 1.242 porções de substâncias com características de pasta a base de cocaína, cocaína e maconha, material para confecção e embalo da droga, como tesouras, balanças de precisão, sacos plásticos e tubos de linha, além de um revolver calibre 38 que estava com o vigilante Wendel e R$ 1.180 em espécie.

No 19º DIP, eles foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas (Art. 33 e 35, da Lei nº 11.343/06). Wendell também foi autuado por posse irregular de arma de fogo de uso permitido. Taxistas fizeram um protesto em frente da delegacia, em defesa do colega, alegando que ele estaria sendo obrigado a participar do crime. Eles afirmam que o taxista é inocente. Mas, após a realização dos procedimentos policiais, todos os presos foram encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde deverão ficar à disposição da Justiça.