Qualidade da educação básica em Manaus eleva índices educacionais

Fotos: Lton Santos / Semed

Manaus alcançou o 9º lugar entre as capitais brasileiras, com os índices de 5,8 nos Anos Iniciais e 4,7, nos Anos Finais do ensino fundamental, o que representa um crescimento de 41% e 52%, respectivamente. Com isso, a capital amazonense ultrapassou a meta que havia sido estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC) para ser atingida em 2021. As notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2017, foram divulgado pelo MEC, na semana passada.

Para elevar a qualidade da educação básica na capital, a Prefeitura de Manaus investiu em boas estratégias pedagógicas, que incluem o incentivo à leitura, o trabalho de combate ao abandono, o reforço escolar com acompanhamento individualizado e a participação da família no processo de ensino e aprendizagem.

“O aprimoramento nos nossos processos educacionais tem sido contínuo e é uma política de governo voltada para o futuro, para o pleno desenvolvimento social e econômico da nossa cidade, que só pode ser alcançado por meio da educação”, defende o prefeito Arthur Virgílio Neto.

“E, no que depende de nós, gestores públicos, Manaus avançará ainda mais, a partir do investimento em novas unidades escolares, na valorização do professor e em novas ferramentas educacionais, que formam o nosso tripé da educação de qualidade”, completa o prefeito.

Ações fortalecedoras

Para alcançar tais resultados, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) trabalha com planejamento, avaliação e monitoramento dos alunos e correção imediata de pontos com deficiências. Para isso, foram criados mecanismos, como a Avaliação de Desempenho do Estudante (ADE), que em 2017 contou com a participação de, aproximadamente, 80 mil estudantes. A ação é realizada nas unidades da rede, três vezes ao ano, em que a proficiência dos alunos do 3º, 5º, 7º e 9º, nas disciplinas de Português e Matemática, é analisada e, a partir dos resultados, ações são tomadas especificamente para a melhoria de pontos em que haja a necessidade de intervenção.

Além disso, a Semed tem, atualmente, uma série de parcerias que contribuem para os bons índices alcançados pela rede municipal de ensino de Manaus. Desde 2014, alunos das escolas municipais são atendidos pelos programas de distorção idade/série e reforço escolar ‘Acelera’, ‘Pit Stop’ e ‘Se Liga’, desenvolvidos pelo Instituto Ayrton Senna. No total, mais de 10 mil alunos já foram beneficiados.

Outra parceria que vem gerando resultados satisfatórios é com a Fundação Lemann, responsável pela plataforma digital Khan Academy, que possibilita aos estudantes e professores da rede municipal o estudo e ensino da matemática de forma online e off-line, em um site que disponibiliza 2 mil videoaulas e 300 mil exercícios de matemática. A plataforma Khan Academy é utilizada em 110 unidades de ensino e, atualmente, mais de 16 mil alunos da rede municipal utilizam a plataforma dentro e fora da sala de aula.

O ‘ProFuturo

Aula Digital’, parceria com a Fundação Telefônica Vivo, que está presente em 210 unidades de ensino, também tem proporcionado melhorias no processo de ensino dos alunos das unidades municipais beneficiadas. O programa oferece às escolas uma maleta interativa com notebook, tablets, roteador, mini projetor, nobreak e tela de projetor, que é utilizada pelos professores, tornando as atividades em sala de aula mais interativas e proveitosas. Além da parte técnica, o programa também certificou mais de 800 professores, que receberam formação para o uso dos materiais e desenvolvimento de aulas mais interativas.