Quatro estados e DF já monitoram casos suspeitos de infecção pela cepa da Índia

Casos suspeitos de infecção pela nova variante do coronavírus identificada na Índia não estudados em quatro estados brasileiros e no Distrito Federal Foto: Mayank Makhija - 13.mai.2021/NurPhoto via Getty Images

Casos suspeitos de infecção pela nova variante do coronavírus identificada na Índia não estudados em quatro estados brasileiros e no Distrito Federal
Foto: Mayank Makhija – 13.mai.2021/NurPhoto via Getty Images

Quatro estados brasileiros e o Distrito Federal já monitoram casos suspeitos de contaminação pela nova cepa do coronavírus que foi originada na Índia. Na quinta-feira (20), o Maranhão tornou-se o primeiro estado a confirmar casos de infecção pela nova cepa, identificada em seis dos 24 tripulantes do navio chinês MV Shandong Da Zhi.

Dos seis infectados, um foi intubado depois de piora no quadro clínico.

Também a Secretaria de Saúde do Ceará está monitorando um caso suspeito. Trata-se de um homem indiano que chegou de avião ao estado em 9 de maio. No dia 17, ele testou positivo para a Covid-19. O homem é funcionário marítimo e iria embarcar em um navio, mas foi impedido pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e segue em isolamento.

O material genético do paciente foi encaminhado para ser testado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

No Rio de Janeiro, um homem que mora em Campos dos Goytacazes, no norte do estado, testou positivo ao voltar de uma viagem de trabalho na Índia. O teste que apontou a infecção por Covid-19 foi feito no sábado (22), no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Mesmo depois de fazer o teste, o homem embarcou em um voo doméstico para o Rio de Janeiro e então seguiu de carro até Campos dos Goytacazes. O paciente está isolado na cidade e sendo monitorado por autoridades sanitárias locais.

A Anvisa já notificou as duas companhias aéreas envolvidas no deslocamento do paciente para que enviem à agência a lista completa de nomes dos passageiros e tripulação presentes nos voos.

Um novo exame de Covid-19 será realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen/RJ), onde serão tratadas em regime de urgência.

O Ministério da Saúde ainda foi informado de dois casos suspeitos que estão sob investigação no município de Primavera, no estado do Pará. Os dois homens, engenheiros navais, estiveram no Maranhão nos últimos dez dias e tiveram contato indireto com tripulantes do navio MV Shandong Da Zhi.

Os dois homens apresentaram síndrome gripal, com relatos de dor de garganta, febre, coriza, tosse e dor de cabeça, e testaram positivo para Covid-19. Eles relataram que trabalham no porto de Itaqui, no Maranhão, e frequentam constantemente o local de trabalho em uma unidade em São Luís.

A secretaria estadual de Saúde do Pará afirmou que amostras dos testes dos pacientes foram encaminhadas para sequenciamento genético no Instituto Evandro Chagas, a fim de se verificar se os homens foram infectados pela cepa B.1.617.2, como é conhecida a variante identificada na Índia.

No Distrito Federal, um morador está sob suspeita de infecção pela variante originária da Índia. Segundo o secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto, o paciente é um homem que fez conexão no Aeroporto Internacional de Guarulhos em voo vindo da Índia onde estava uma pessoa contaminada com a cepa.

O homem está sendo monitorado pela equipe da Secretaria de Saúde e não teve contato com outras pessoas depois que desembarcou em Brasília.