Queiroga defende máscara e diz que medidas simples podem evitar ter que parar economia

O novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, defendeu nesta terça-feira o uso de máscara e lavar as mãos como medidas preventivas simples que podem evitar a paralisação da economia do país, e pediu a união de esforços no enfrentamento à pandemia de Covid-19 ao reconhecer que não vai fazer mágica.