Radar captou: “Só love” de Braga, Praciano e Alfredo na aprovação da PEC da ZFM

braga-alfredo-praciano

Num clima de “só love” da bancada do Amazonas, foi aprovada na Câmara Federal, nesta quarta-feira (4), por 366 votos, somente dois contra e três abstenções, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que prorroga por mais 50 anos os incentivos da Zona Franca de Manaus. Entre as cenas que estiveram na mira do nosso Radar, a conversa pra lá de animada do líder do Governo de Dilma Rousseff, o senador Eduardo Braga (PMDB), o deputado federal, Francisco Praciano (PT) e o senador Alfredo Nascimento (PR).

Com a aprovação em segundo turno pela Câmara dos Deputados, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 103/2011, que prorroga por mais 50 anos a Zona Franca de Manaus (ZFM), segue para análise do Senado. Na Casa, o senador Eduardo Braga (PMDB/AM), que é líder do governo, disse que vai trabalhar para que a proposta seja aprovada em curto espaço de tempo.

“A Câmara dos Deputados levou três anos para aprovar a PEC. Nós esperamos fazer no Senado uma tramitação bem mais rápida e mais célere. Estamos os três senadores do Amazonas muito unidos. Já conversamos com o presidente do Senado, com as demais lideranças e buscaremos agora um acordo de líderes para fazer uma tramitação em caráter de urgência urgentíssima na Casa”, disse.

O senador explicou que o regimento interno permite aos senadores, por meio de acordo do Colégio de Líderes, aprovar o regime de urgência para que uma PEC seja discutida e votada diretamente pelo Plenário, onde são apresentados os relatórios das comissões de mérito. Além disso, com a concordância dos demais líderes, também é possível votar a proposta em dois turnos em uma única sessão.

Braga comemorou a decisão e agradeceu à presidenta Dilma Rousseff, aos ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, da Fazenda, Guido Mantega, e outros membros do governo federal pelo acordo que permitiu a aprovação da proposta em segundo turno pelos deputados federais.

O senador agradeceu também a todos os líderes partidários, à bancada do Amazonas, e aos senadores Vanessa Grazziotin (PCdoB/AM) e Alfredo Nascimento (PR/AM). “Quero muito agradecer a todos que lutaram por essa votação extraordinária e histórica”, disse.