Radar tem acesso a informações que mostram transferências de dinheiro da conta da Prefeitura de Coari para advogado de Adail

Crime-conta-Administração-Pública-Esquematizado-CópiaEsse ano, em apenas um mês e quatro dias foram transferidos R$ 325 mil – período de 09 de janeiro a 13 de fevereiro de 2014 – da conta n° 0002302-7, da Prefeitura de Coari, agência 3710, para a agência 0482, também do Bradesco, para a conta do advogado Francisco Rodrigues Balieiro (não publicaremos o número da conta por questões de segurança). São transferências que variam de R$ 10 mil até R$ 100 mil por dia. Nos dias 09, 10, 13, 17 e 21 de janeiro foram transferidos, diariamente, R$ 10 mil. Nos dias 23 e 27 de janeiro, as transferências aumentam para R$ 50 mil por dia. No dia 05 de fevereiro, esse valor passa para R$ 75 mil e, no dia 13 de fevereiro é de R$ 100 mil.

Francisco Balieiro é advogado particular de Adail há anos, e faz parte de um grupo de pessoas bem próximas ao prefeito. Ele é chamado por Adail de “meu guru”, inclusive publicamente, como por exemplo em um dos comícios da campanha de 2012 quando Adail disse em seu discurso: “O povo de Coari não precisa se preocupar porque vou ser eleito e vou governar Coari. Ninguém vai tomar meu mandato por meu guru já me garantiu”.  Balieiro não tem qualquer vínculo trabalhista com a Prefeitura de Coari, mas é visto constantemente entrando e saindo da Prefeitura, acompanhado do filho do prefeito, Adail Filho, que até o início desse ano estava no cargo de chefe da representação do município em Manaus.

Segundo a fonte ligada a Prefeitura de Coari, Balieiro seria o “mais barato” dos advogados que trabalham para Adail Pinheiro – isso levando em conta comentários feitos pelos próprios secretários de Adail. “Eles chamam isso de barato, alguém receber em pouco mais de um mês, R$ 325 mil dos cofres públicos. Imagina quanto esse advogado já não recebeu em um ano e quantos milhões já não saíram das contas da prefeitura para os advogados de Brasília, que o pessoal do Adail diz que ainda são muito mais caros”, comenta a fonte. (Any Margareth)