Reajuste dos professores é frustrante, avalia Castro

luiz castro 10O reajuste de 5,67% no salário dos profissionais de educação e a garantia da Hora de Trabalho Pedagógica (HTP) para os professores da rede estadual foram aprovados hoje (15), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam). O deputado estadual Luiz Castro, primeiro autor da Emenda Parlamentar que obriga o cumprimento da HTP, avaliou que o resultado da votação foi pouco significativo para a categoria.

Segundo o parlamentar, as aprovações não significam a realização imediata do aumento nem da Hora de Trabalho para planejamento de aulas. “Não podemos negar que é um avanço mas, enquanto não for efetivado de fato pela  Seduc, essas melhorias estarão apenas na letra fria da Lei”, avaliou o deputado.
Luiz Castro explicou que tanto a HTP quanto o reajuste dependem da publicação de decretos regulamentares do Governo do Estado e estas providências administrativas não têm data certa: podem ocorrer tanto na próxima semana quanto no fim do ano.
“A falta desta definição cronológica pode ser uma tremenda frustração, especialmente para professores e para os deputados que votaram a favor. Dependemos agora de uma decisão do governador José Melo”, constatou o parlamentar.