Anúncio Advertisement

Real Madrid vence e Bale igual marca de CR7 e Messi no Mundial

Depois de exibir uma atuação de gala e marcar os três gols do Real Madrid na vitória por 3 a 1 sobre o Kashima Antlers, nesta quarta-feira, em Abu Dabi, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa, Gareth Bale evitou rebater os críticos. Ao ser questionado após o jogo sobre as cobranças para que assuma maior protagonismo depois da saída de Cristiano Ronaldo para a Juventus, o astro galês evitou aumentar a polêmica em torno dele e preferiu festejar o seu desempenho decisivo contra o time japonês.

“Estou aqui tentando jogar futebol, fazer o máximo para ajudar o time. Não preciso responder a ninguém”, afirmou o meia-atacante, que na decisão da última Liga dos Campeões já havia brilhado com dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool, em maio passado, na Ucrânia, sendo que um deles foi por meio de uma linda bicicleta.

O atleta também exibiu humildade ao tirar o foco de si próprio e destacar que o fato mais relevante para o Real não foi a sua atuação, mas a passagem à final do Mundial, no qual o time jogará para conquistar um tricampeonato consecutivo neste sábado, às 14h30 (de Brasília), contra o Al Ain, surpreendente time do país-sede que eliminou o River Plate na outra semifinal da competição.

“Creio que o mais importante hoje era ganhar. Sabíamos que era um jogo difícil contra um bom time. É muito importante ter marcado três gols, mas é mais importante ter ajudado o time a estar na final. Temos a oportunidade de ganhar outro título e estou feliz de chegar à final”, comemorou Bale. “É um troféu a mais que podemos ganhar e tanto para o clube como para mim é importante”, reforçou.

FEITO IGUALADO

O fato de ter balançado as redes nesta quarta-feira também fez com que Bale se igualasse a Lionel Messi e a Cristiano Ronaldo como jogadores que marcaram gols em mais edições distintas do Mundial de Clubes. No caso, em três ocasiões cada um.

O galês também já havia deixado a sua marca nas campanhas das conquistas dos títulos de 2014 e 2017 da competição pelo Real. Em 2016, por motivo de lesão, ele não esteve presente no Mundial, também faturado pelo Real. Há quatro anos, o meia-atacante fez um gol na vitória por 4 a 0 sobre o Cruz Azul, do México, nas semifinais, e voltou a marcar no triunfo por 2 a 0 sobre o San Lorenzo, da Argentina, em decisão realizada em Marrakech, no Marrocos.

Já no ano passado, Bale balançou as redes no triunfo por 2 a 1 sobre o Al Jazira nas semifinais, garantindo o avanço do Real à decisão, já aos 36 minutos do segundo tempo, quando a partida parecia se encaminhar para uma surpreendente prorrogação, também nos Emirados Árabes.

Fonte: Notícias ao Minuto