Reforço escolar vai melhorar desempenho de 160 crianças em Iranduba

Cerca de 160 crianças do ensino fundamental no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus) terão direito a aulas de reforço escolar a partir do projeto piloto batizado de “Reforço Jovem”. O programa, que foi lançado nessa terça-feira (29), irá funcionar pelo período de 12 meses na Escola Municipal Ana Barbosa, no município.

A iniciativa recebeu uma emenda impositiva ao Orçamento do Estado no valor de R$ 200 mil destinada pela deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB). “Nosso objetivo com esse projeto é dar aquele incentivo que a criança precisa, e muitas vezes não tem auxílio em casa para fazer a sua tarefa ou resolver uma dificuldade que ela tenha em alguma matéria. Essa parceria com o Instituto Jovens do Futuro, o apoio do governador Wilson Lima e da Secretaria de Educação foram fundamentais para que isso virasse realidade”, destacou Alessandra.

A execução do projeto será feita pelo Instituto Jovens do Futuro, que tem sede em Manaus e diversas ações sociais no interior, enquanto a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) é a responsável pelo repasse dos recursos. O programa também conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação de Iranduba (Semei), que cedeu uma sala para as aulas de reforço que beneficiarão 160 crianças do Ensino Fundamental.

Equipe multidisciplinar

A presidente do Instituto Jovens do Futuro, Helen Andrade, destacou o caráter multidisciplinar e social do projeto. Além das professoras, pedagogas e estagiários, o “Reforço Jovem” terá acompanhamento de uma assistente social e uma psicóloga.

“O diferencial desse projeto é que ele não só vem com a professora, pedagoga e os estagiários, mas também com assistente social e a psicóloga, que fazer a triagem daquele aluno que, de repente, apresente outros tipos de dificuldade de aprendizagem. Nós sabemos que muitas vezes o déficit de aprendizagem demanda de problemas familiares, bullying e outras causas”, explicou Helen.

Secretário agradece emenda

O titular da Semei, Hamilton Gadelha, explicou que a rede municipal de Iranduba conta com 13 mil alunos que estudam em 62 escolas na sede e comunidades rurais e ribeirinhas. O desafio é garantir investimentos para manutenção e reforma das escolas e complementação salarial dos professores, uma vez os recursos são destinados ao pagamento da folha salarial de 1.790 servidores.

“Essa parceria com a deputada Alessandra Campêlo é de fundamental importância para nós, uma vez que o município não tem recursos próprios para investir nesse tipo de ação. Essa ação vem em bom momento e queremos agradecer imensamente à deputada por essa iniciativa e por essa sensibilidade, já que ela é uma parlamentar atuante em Iranduba na educação, no esporte, com os idosos e na produção rural”, enalteceu Hamilton.

Durante o lançamento do projeto, a deputada Alessandra e o secretário Hamilton também conversaram sobre a reativação da emenda que vai garantir a construção de uma nova escola na Comunidade de Santa Luzia da Ilha do Baixio. Campêlo assegurou R$ 500 mil de emenda em 2018, mas o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) não liberou o recurso para execução da obra.

“Nós tivemos uma reunião na Seduc com o secretário Vicente Nogueira e o secretário executivo Fabian Barbosa, e eles estão trabalhando para que no próximo ano a gente possa executar a construção definitiva de uma escola de alvenaria na Ilha do Baixio, como a população merece ali naquela área”, disse Alessandra.

Com informações da assessoria