Repressão ao Crime Organizado prende bando no momento do roubo em agência bancária

Roubo em agência bancária 2

Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) – aquele mesmo que fez busca e apreensão na casa do manifestante que jogou dinheiro de papel no governador – prendeu em flagrante cinco pessoas em tentativa de roubo a uma agência bancária.  A prisão dos bandidos, em flagrante, ocorreu na última sexta-feira, dia 5, por volta das 4h, na Avenida Djalma Batista, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul da capital.

Roubo em agência bancária delegadoO diretor do DRCO, Rafael Allemand, explicou que as prisões foram resultado de um minucioso trabalho investigativo coordenado pelo DRCO e contou com a participação de integrantes da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP) e Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera).

De acordo com Rafael Allemand, o bando, inicialmente, começou a ser investigado por envolvimento em furtos de objetos nos interiores de veículos, subtraídos por meio de um bloqueador de segurança de automóveis conhecido como “Chapolin”.

“No decorrer das diligências, constatamos que essa quadrilha era especializada em furtos e obtivemos a informação de que ela iria agir em uma agência bancária na Avenida Djalma Batista, zona Centro-Sul. Por conta disso resolvemos montar campana no lugar”, informou Allemand.

No local, os policiais conseguiram prender em flagrante cinco das oito pessoas envolvidas na prática ilícita, no momento em que elas pretendiam arrombar caixas eletrônicos para levar o dinheiro das máquinas. Os ladrões utilizaram maçaricos para entrar na agência pelo telhado e, ao perceberem a presença dos policiais civis, tentaram fugir passando por terrenos baldios localizados atrás do banco.

Durante a perseguição, houve troca de tiros e um dos bandidos, o ajudante de festa Gerson Almeida da Silva, 23, foi atingido e encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, na zona Centro-Sul da capital. O jovem recebeu alta médica e passa bem. Ao todo, oito homens participaram do crime. Cinco foram presos e três conseguiram fugir.

Dentre os capturados o ajudante de padaria Luís Carlos Silva de Castro, 22, conhecido como “LC”; o operador de máquina Edilson Júnior Nascimento de Queiroz, 27, chamado de “Queixão”; o estudante de Direito Muriel Mendonça de Souza, 26; o conferente Dhiego Pinheiro da Silva, 30, chamado de “Farinha”; além do ajudante de festa Gerson.

Conforme Allemand, um dos indivíduos presos em flagrante já possui uma longa ficha criminal. “Em consulta ao
site do Tribunal de Justiça, verifiquei que o universitário Muriel possui seis passagens pela polícia por furto. Esse é um dos componentes que ajuda a confirmar a existência de uma organização criminosa, uma vez que cada um tinha uma função específica durante a prática do delito”, argumentou o delegado.

Os foragidos já foram identificados pelos policiais civis do DRCO e as investigações continuam para que eles sejam capturados o mais rápido possível. Na ocasião foram apreendidos com a quadrilha quatro cilindros e dois maçaricos, além de três carros utilizados na ação criminosa.

Os cinco homens foram autuados em flagrante por tentativa de furto majorado e organização criminosa. Após os procedimentos legais, eles serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.