Requerimento apresentado à Aleam sugere a criação de um Centro de Referência para pessoas com TEA

Foto: Reprodução/Internet

Tendo em vista a “Linha de Cuidados para a Atenção às Pessoas com Transtornos do espectro do Autismo e suas Famílias na Rede de Atenção Psicossocial do Sistema Único de Saúde”, criada pelo Ministério da Saúde, um requerimento que sugere a implantação do Centro de Referência Estadual para pessoas com transtorno do espectro autista (CRE-TEA) foi apresentado na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

A iniciativa, apresentada pelo deputado estadual Felipe Souza (Patriota), poderá ser uma unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) que oferecerá à comunidade serviço especializado às pessoas diagnosticadas com TEA (Transtorno do Espectro Autista),

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), há uma estimativa de que existem cerca de 2 milhões de pessoas que possuem o espectro do autismo vivendo em nosso país, e essas pessoas também necessitam de atenção.

O requerimento visa melhorar a vida de parte destas pessoas portadoras do espectro autista que vivem no Amazonas.

“Este requerimento visa indicar à Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas a implantação do Centro de Referência Estadual para pessoas com transtorno do espectro autista (CRE-TEA). Este centro poderá ser uma unidade do Sistema Único de Saúde (SUS) que oferecerá à comunidade serviço especializado às pessoas diagnosticadas com TEA (Transtorno do Espectro Autista), onde ocorre avaliação daquelas para quem tem suspeita e que não foram diagnosticadas, com missão de atender de forma interdisciplinar e humanizada, possibilitando a criação de espaço de aprendizagem, interação e desenvolvimento intelectual, favorecendo a integração e socialização”, declarou o deputado no requerimento.

(*) Informações da assessoria