Resultado definitivo do 3º Edital de Fomento com 61 organizações classificadas é publicado

Foto: Divulgação

O resultado definitivo da avaliação das propostas de plano de trabalho do 3º Edital de Fomento, ofertado pelo Fundo Manaus Solidária já está disponível. Publicado no Diário Oficial do Município (DOM) nessa quinta-feira (29), são 61 nomes de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) classificadas nesta fase. No próximo dia 3 de novembro, serão convocadas as OSCs que deverão apresentar os documentos exigidos no edital para a assinatura do fomento.

As organizações sociais aptas em todas as fases do 3º Edital de Fomento, que ofertou um valor global de R$ 7 milhões, serão contempladas com até R$ 200 mil para execução de projetos nas áreas de capacitação e geração de renda, promoção da inclusão social e defesa dos direitos humanos.

A presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, afirma que o trabalho da prefeitura, em conjunto com as organizações sociais, é fundamental para a viabilização de ações que oferecem qualidade de vida à população vulnerável e agradece a confiança das OSCs que participaram de mais um edital ofertado pelo município.

“Desde o nosso primeiro edital de fomento, já ofertamos mais de R$ 18 milhões em recursos às OSCs e é motivo de muita satisfação ver que tantas pessoas vulneráveis estão tendo a oportunidade de mudar de vida, de terem novas perspectivas a partir do belíssimo trabalho ofertado pelas organizações sociais. Ninguém faz nada sozinho e os nossos editais são demonstrações disso. Por meio deles, muitas vidas estão sendo tocadas e isso nos motiva, nos emociona”, destacou.

Com um prazo limite de até 11 meses para serem executados, todos os projetos são classificados em eixos. Foram submetidos ao edital projetos nas áreas de: qualificação e geração de renda; inclusão social de crianças e adolescentes; de jovens e adultos; de idosos; de pessoas com deficiência e defesa de direitos (mulheres em situação de vulnerabilidade social, pessoas com HIV/Aids, negros, indígenas, população LGBT, população em situação de rua ou migrantes).

(*) Informações da assessoria