Revoltados com aprovação das propostas de Melo sem mudanças, professores saem da ALE convocando para greve (ver vídeo)

IMG-20140515-WA0003

Os professores que lotaram as galerias da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), sem contar com uma multidão que ficou do lado de fora, saíram do Legislativo Municipal revoltados com a aprovação do projeto original – sem mudanças – enviado pelo governador, professor José Melo, onde está previsto apenas a reposição salarial de 5,6%, sem qualquer reajuste de salários, e ainda ser empurrado para janeiro do ano que vem o restante dos 10% de reposição salarial. A situação ficou pior porque foram rejeitadas as emendas que previam a concessão imediata do ticket alimentação e o cancelamento do desconto de 6% nos salários dos professores para pagamento do vale-transporte. Os professores saíram gritando palavras de ordem contra o Governo e os deputados da bancada governista que aprovaram a Mensagem do Executivo sem mudanças no projeto que significassem ganhos reais para a categoria. O principal grito ecoado em frente a Ale foi de greve, mas espera-se por uma posição oficial após reunião da categoria. (Any Margareth)