Ricardo Nicolau afirma que PMN decidiu apoiar Wilson Lima por causa da estrutura pública do Estado (ver vídeo)

“O que pesou a favor do PMN foi a estrutura que o governo vai dar a eles e isso é algo que condenamos, nós queremos fazer uma política diferente”, essa foi a explicação que o candidato ao governo do Amazonas, deputado estadual Ricardo Nicolau (Solidariedade) deu para o rompimento da aliança com o Partido da Mobilização Nacional (PMN) para as eleições deste ano. (veja vídeo no final da matéria).

Em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (4) na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o candidato respondeu aos questionamentos feitos pelo Radar a respeito da mudança repentina que o partido tomou. Durante convenção do PMN, realizada nessa quarta-feira (3), no Studio 5, o presidente da sigla, Ângelus Reis, anunciou apoio a Wilson Lima (UB) candidato à reeleição para o Governo do Amazonas e para coronel Menenzes, candidato a senador pelo Amazonas. Após o anúncio, filiados e correligionários do partido se retiraram do local.

“Para nossa surpresa no dia de ontem o PMN comunicou a mudança de apoio para a candidatura do governador. Nas palavras do próprio presidente (Ângelus Reis), o que pesou a favor foi a estrutura que o governo deu à eles, e isso é algo que nós condenamos”, disse.

Ricardo Nicolau afirmou que tanto ele, como seus apoiadores, foram pegos de surpresa com a notícia.

“Eu soube já bem em cima da hora e as pessoas que ali estavam tinham uma perspectiva do partido caminhar com Ricardo Nicolau como candidato ao governo, a medida que ali foi apresentado uma outra candidatura, naturalmente, os próprios militantes do PMN rejeitaram essa proposta de união com o governo”, afirmou Nicolau

Até o momento, Ricardo Nicolau ainda não anunciou o nome de seu vice, mas afirmou que até sexta-feira (5) o anúncio será feito. “Uma coisa eu deixo muito claro, nós estaremos alinhados com pessoas de bem, e pessoas que queiram fazer do Amazonas, um estado próspero, justo e humano”, concluiu.