Rio Negro chega a 29,72 e alcança Praça do Relógio no Centro de Manaus

Foto: Rafa Braga

O Rio Negro atingiu nesta segunda-feira (17), a marca de 29,72 metros e está apenas a 25 centímetros de bater a cheia recorde de 2012 que chegou a 29,97 metros. Nesta manhã a reportagem do Radar esteve na Praça do Relógio, no Centro de Manaus, onde uma das ruas já foi totalmente inundada (veja vídeo no final da matéria).

A previsão do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) é de que neste ano o nível chegue até a 30,35 metros, ultrapassando o recorde.  Além do impacto no comércio, muitas famílias já sofrem com a cheia.

Na semana passada, moradores da comunidade Bariri, no bairro Presidente Vargas, zona Sul da capital, fizeram uma manifestação para cobrar da Prefeitura de Manaus a construção.

Conforme o levantamento feito pela Defensoria Pública do Amazonas (DPE-AM) em Manaus , já são pelo menos cinco bairros afetados pela cheia deste ano.

Interior do Amazonas

Foto: Arthur Castro-secom-

No interior do estado a situação é ainda mais grave, dos 62 municípios do Amazonas, 52 estão alagados; 25 estão em situação de emergência. Anamã é uma das mais atingidas, com 100% de área alagada.

Por conta da inundação, a cidade recebeu, na última semana, uma balsa hospital para atender a população, depois que a subida do Rio Solimões alagou o Hospital Francisco Salles de Moura.

A cheia também comprometeu o fornecimento de água potável para consumo. Por conta disso, uma Estação de Tratamento Móvel de água foi instalada na localidade. A estrutura faz a captação e tratamento da água do rio para abastecer a população. Em média, a estação tem capacidade para distribuir 15 mil litros de água purificada em 9 horas.