Roberto Cidade denuncia obra mal feita na orla de Borba que coloca em risco a vida dos moradores (ver vídeo)

Em sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (3), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade (PV), denunciou a situação de Borba (149 km de distância de Manaus). Uma obra mal feita na orla do município causou uma erosão que coloca em risco a vida de moradores, além da Basílica e da estátua de Santo Antônio, considerados Patrimônios Culturais e Imateriais do Estado do Amazonas.

Diante da situação, Cidade solicitou, ao Governo do Estado, uma interdição na orla para evitar maiores prejuízos. No documento, enviado à Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) e a Defesa Civil estadual, o parlamentar solicita a recuperação da orla. No momento, o local encontra-se em condições precárias, colocando em risco a vida da população.

“A orla de Borba está em erosão. A escadaria e o porto estão caindo e colocando em risco a Basílica e a estátua de Santo Antônio de Borba, bem como a vida das pessoas que moram e trabalham no entorno. Esse indicativo é para que a obra seja retomada e os moradores do município não tenham que passar por esse transtorno”, explicou.

De acordo com o deputado, a estrutura do local foi modificada depois do início de uma obra não concluída pela prefeitura do Borba. E, por conta das fortes chuvas e da correnteza do rio Madeira, já começou a desabar. Ainda segundo o parlamentar, a situação é mais uma demonstração da incompetência do prefeito da cidade, Simão Peixoto.

A obra, no valor de R$ 11,7 milhões, é fruto de um convênio do Governo Federal com a prefeitura de Borba e previa a construção de um muro de arrimo na entrada da cidade. No entanto, o projeto ainda não foi concluído.

 

Confira o vídeo da orla:

(*) Com informações da assessoria