Anúncio

Rodoviários ameaçam nova paralisação nesta sexta-feira (20)

Fotos: Erik Oliveira

O presidente dos sindicatos dos rodoviários, Givancir de Oliveira, anunciou nessa quinta-feira (19), a paralisação de 30% do sistema de transportes, a partir das 15h desta sexta-feira (20), por tempo indeterminado, caso o pagamento dos salários atrasados não seja feito imediatamente.

Segundo o presidente, toda diretoria do sindicato irá se reunir no Ministério Público do Trabalho (MPT), nesta sexta-feira (20) às 9h, para definir juntos aos procuradores, advogados e representantes das empresas dos transportes urbanos de Manaus, o pagamento dos salários atrasados, dos vales, do plano de saúde entre outros pagamentos em atraso.

“Se decidirem quitar, imediatamente as dívidas com a categoria, não haverá greve, mas se recusarem a pagar mais uma vez, os ônibus param em toda a cidade. Caso não tenha uma decisão favorável. A categoria sai do MPT direto para o movimento grevista, com a paralisação do sistema de transportes por tempo indeterminado”, afirma o Givancir.

Em contato com a assessoria do Sinetran, a mesma informou que ainda não foi notificada oficialmente da greve e informou que caso haja paralisação, já tem uma liminar publicada no site do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região – Amazonas e Roraima (TRT11) onde determina que “Caso o Sindicato dos Rodoviários deseje exercer o seu direito de greve deverá manter em atividade, no mínimo, 70% da frota de transportes coletivos em circulação, sob pena de pagamento de multa no valor de R$50 mil por hora de paralisação”, diz a decisão assinada pela presidente do Tribunal, desembargadora Eleonora de Souza Saunier.