Rodrigo Maia apoia projeto que derruba decreto prejudicial à ZFM

Após reunião da bancada do Amazonas no Congresso com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), os representantes do Estado na Casa saíram satisfeitos com a conversa. A reunião aconteceu nessa quarta-feira (11) e o presidente formalizou apoio ao projeto que derruba decreto prejudicial à Zona Franca de Manaus (ZFM).

Durante a conversa, Rodrigo Maia se prontificou a colocar em votação na Casa, logo após o fim do recesso legislativo, na primeira semana de agosto, o projeto que derruba o decreto presidencial nocivo ao modelo ZFM. A matéria foi aprovada na noite da quarta, no plenário do Senado, após intensa articulação dos representantes do Amazonas na Casa.

“Ele (presidente da Câmara) colocará em pauta como se fosse uma matéria do Rio de Janeiro. É mais um passo em direção à consolidação da segurança jurídica da Zona Franca”, disse o senador Eduardo Braga (MDB/AM), que destacou, ainda, a união de deputados e senadores em nome do estado, do modelo econômico que nele vigora há mais de 50 anos e dos trabalhadores.

“A união faz a força. O Amazonas está testemunhando, mais uma vez, que somos capazes de passar por cima de qualquer diferença partidária”, acrescentou .

Empregos em perigo

Editado no fim de maio, o decreto presidencial reduziu de 20% para 4% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre os concentrados de bebidas não alcoólicas.

A medida atinge em cheio as 31 empresas do setor instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), que empregam 14 mil pessoas, direta e indiretamente, na capital e no interior. Além disso, o dispositivo federal compromete seriamente a preservação da Floresta Amazônica.

Com informações da assessoria